Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/445
Title: Diversidade populacional de calliphoridae e sarcophagidae (Diptera) em mangicultura no semiárido pernambucano
Authors: Torris, Aline Finotti
Keywords: Entomologia
Manga
Petrolina- PE
Mangicultura
Issue Date: 2017
Citation: TORRIS, A. F. Diversidade populacional de calliphoridae e sarcophagidae (Diptera) em mangicultura no semiárido pernambucano. TCC (Bacharelado em Agronomia) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, Campus Petrolina Zona Rural, Petrolina - PE, 2017.
Abstract: As cidades de Petrolina-PE e Juazeiro-BA, formam o maior polo de fruticultura irrigada do Brasil. A produção de manga nessa região semiárida é feita de forma escalonada, atendendo todos os mercados disponíveis. A Mangifera indica é uma fonte contínua de recursos florais, desta forma possibilita a visitação dos insetos ao longo do dia, inclusive os dípteros, sendo a família Calliphoridae e Sarcophagidae umas das principais potenciais polinizadoras na região. Este trabalho descreve o primeiro inventário de dípteros necrófagos em monoculturas de manga no Sertão de Pernambuco, sob a influência de dois tipos de manejo: convencional e orgânico. O trabalho foi desenvolvido em áreas de cultivo de manga no município de Petrolina- PE. As coletas ocorreram mensalmente no período de Julho de 2015 a Janeiro de 2016, perpassando por duas estações (seca e chuvosa), onde as armadilhas ficaram expostas no ambiente por 48 h em cada coleta. Obteve-se o registro de 9 morfoespécies de Calliphoridae e 11 morfoespécies de Sarcophagidae. No cultivo orgânico foram obtidos 1.665 indivíduos da família Calliphoridae e 40 indivíduos da família Sarcophagidae. Já no cultivo de manga convencional foram coletados 2.453 indivíduos da família Calliphoridae e 22 indivíduos da familía Sarcophagidae. Registrou-se a presença da espécie invasora Chrysomya albiceps, sendo sua proporção dominante como registrado para outras áreas, sendo a única classificada como constante, apresentando a frequência relativa de 86,85 % no manejo orgânico e 82,10% no manejo convencional. É possível inferir que, não houve diferença significativa na riqueza, abundância e diversidade nas áreas em estudo.
Description: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, Campus Petrolina Zona Rural, como requisito parcial para obtenção do título de Engenheiro Agrônomo.
URI: http://releia.ifsertao-pe.edu.br:8080/jspui/handle/123456789/445
Appears in Collections:Bacharelado em Agronomia (Campus Petrolina Zona Rural)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.