Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/415
Title: Germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de beterraba sob diferentes substratos
Authors: Cunha, Maicon de Souza
Keywords: Sementes
Beterraba
Produção de mudas
Issue Date: 2018
Citation: CUNHA, M. S. Germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de beterraba sob diferentes substratos. TCC (Bacharelado em Agronomia) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, Campus Petrolina Zona Rural, Petrolina - PE
Abstract: A beterraba é uma hortaliça largamente produzida no Brasil e demanda mudas de alta qualidade favorecendo boa produtividade. A produção de mudas é dependente de substratos que tem como principal função a sustentação da planta, além do fornecimento de nutrientes e permitir troca gasosa ao sistema radicular. Diante disto, o objetivo deste trabalho foi analisar a influência de diferentes substratos na germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de beterraba. As sementes foram semeadas em bandejas de polietileno, com 200 células, sendo uma semente por célula. Em uma bandeja a cada 50 células foi colocado um tipo de substrato (comercial, composto orgânico, vermicomposto e vermiculita), onde permaneceram no viveiro até que as mudas chegassem ao ponto ideal de transplantio com aproximadamente 5 cm de altura e 21 dias após a semeadura. Após os 21 dias procedeu-se as análises de porcentagem de germinação, altura da parte aérea, comprimento do sistema radicular, número de folhas, massa fresca e seca da plântula. A matéria seca foi utilizada para determinar o teor de fósforo (P), potássio (K), cálcio (Ca) e magnésio (Mg) das plântulas. O experimento foi montado em delineamento inteiramente casualizado com quatro tratamentos (substratos) e quatro repetições, totalizando 16 parcelas experimentais. Com a análise dos dados obtidos, verificou-se diferenças significativas entre os tratamentos para as variáveis de comprimento de raízes e altura da parte aérea, massa fresca, massa seca e valor nutricional dos macro elementos (P, K, Ca e Mg), e que a germinação das sementes não são influenciadas pelo tipo de substrato. O composto orgânico e o substrato comercial se destacaram produzindo mudas de melhor qualidade, já a vermiculita e o vermicomposto tiveram mudas de menor qualidade sendo necessário mais estudo para avaliar proporções a serem utilizadas com outros substratos. Portanto, para a produção de mudas de beterraba o composto orgânico é um bom substituto ao substrato comercial.
Description: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, Campus Petrolina Zona Rural, como requisito parcial para obtenção do título de Engenheiro Agrônomo.
URI: http://releia.ifsertao-pe.edu.br:8080/jspui/handle/123456789/415
Appears in Collections:Bacharelado em Agronomia (Campus Petrolina Zona Rural)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.