Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/865
Title: Tecnologias assistivas: perspectivas e realidades no instituto federal do sertão pernambucano
Authors: Alcântara, Joana Angélica Oliveira de
Keywords: Políticas públicas de educação
Políticas
Inclusão
Educação
IFSertão-PE
Issue Date: 2022
Citation: ALCÂNTARA, J. A. O. Tecnologias assistivas: perspectivas e realidades no instituto federal do sertão pernambucano. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em educação profissional e tecnológica, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, Campus Salgueiro, 2022.
Abstract: A sociedade tem passado por grandes transformações no campo da ciência e da pesquisa, desenvolveu tecnologia avançada, possibilitou a comunicação entre nações, porém nem todos puderam beneficiar-se de tais progressos. Ainda existem segmentos da sociedade com carência de oportunidades para sair do anonimato. Diante da realidade de posturas excludentes e as políticas públicas de educação inclusiva, que trata do acesso igualitário à matrícula na rede regular de ensino, este trabalho tem como objetivo investigar as políticas públicas de educação inclusivas desenvolvidas pelo NAPNE (Núcleo de Apoio a Pessoas com Necessidades Especiais) do Instituto Federal do Sertão Pernambucano e detectar as Tecnologias Assistivas disponíveis para os alunos com deficiência física, auditiva, visual e mental. O método planejado e executado consistiu em um estudo exploratório e descritivo, com uma abordagem quantitativa e qualitativa na condução da investigação. O estudo foi composto por duas etapas, a saber: (I) análise documental e (II) os segmentos do IFSertãoPE: Núcleos Gestores, NAPNEs, alunos com deficiência efetivamente matriculados no ensino médio integrado profissionalizante, docentes e intérpretes de libras. Para realização dessas fases foram utilizados elementos específicos, como questionários semiestruturados. O universo investigado foi o IFSertãoPE. Para a análise de dados quantitativos foi adotada análise de conteúdo, enquanto, na análise quantitativa o agrupamento com estatística descritiva. A análise dos dados identificou: (I) baixa concentração de NAPNEs, limitados apenas a dois campi (Petrolina e Floresta); (II) despreparo dos professores para atingir os alunos com deficiência; (III) poucos profissionais específicos como: profissionais de apoio, brailista, acompanhante terapêutico e cuidador, para atender a comunidade e por fim, (IV) baixa concentração de tecnologias assistivas e conhecimento/orientação quanto ao uso dessas. Na sequência é apresentado o Produto Educacional (PE) resultante dos achados no processo metodológico. O PE foi organizado em formato de cartilha (manual) visando, ampliar as discussões sobre as políticas públicas de inclusão desenvolvidas no IFSertãoPE e a relevância das tecnologias assistivas como ferramenta pedagógica promotora da inclusão dos estudantes. Por fim, o PE foi avaliado por 28 indivíduos (Núcleos Gestores, coordenadores de NAPNEs, alunos com deficiência efetivamente matriculados no ensino médio integrado profissionalizante, docentes e intérpretes de libras). Os resultados sinalizam a sua necessidade e o potencial de uso no contexto do IPT, uma vez que se espera gerar na comunidade escolar um olhar mais sensível às questões dos direitos dos alunos com deficiência, fomentar políticas inclusivas de efeito generalizado a todos os sete campi do IFSertãoPE. É preciso ir “além das rampas” para que se efetive uma educação inclusiva de qualidade.
URI: https://releia.ifsertao-pe.edu.br/jspui/handle/123456789/865
Appears in Collections:Programa de Pós-graduação em Educação Profissional e Tecnológica em Rede Nacional (ProfEPT)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.